rota 2030

O Rota 2030 tem como objetivo fomentar mais competitividade, de modo a otimizar a tecnologia e a segurança para os carros produzidos e vendidos no Brasil. A relevância de investimento neste segmento cresce a cada ano, visto que o país é tanto o 4º maior mercado global de veículos, com vendas anuais de 3,6 milhões, quanto é o 7º fabricante, com 3,4 milhões de unidades produzidas.

Este grande mercado permite colocar os carros vendidos e produzidos na rota tecnológica mundial, por meio de incentivos tributários. O investimento em pesquisa, desenvolvimento e inovação se torna necessário com o aumento do volume de gastos em engenharia, em tecnologia industrial básica (TIB) e em capacitação de fornecedores. Além disso, é preciso focar na produção de veículos mais econômicos e mais seguros.

Beneficiários

Empresas que produzem veículos no país;

Empresas que comercializam veículos no país;

Empresas que apresentem projeto de investimento.

Benefícios

Crédito presumido de IPI de até 30 pontos percentuais;

Crédito presumido de IPI referente a gastos em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação e a investimentos em tecnologia industrial básica, engenharia de produção e capacitação de fornecedores;

A partir de 2017

Carros que consumirem 15,46% menos terão direito a abatimento de um ponto percentual de IPI;

Carros que consumirem 18,84% menos terão direito a abatimento de dois pontos percentuais de IPI.

Eficiência Energética

Para atingir a meta de redução de consumo a partir de 2017, as empresas terão necessariamente que investir em tecnologias mais modernas de produção. O desenvolvimento tanto de motores mais eficientes e menos poluentes, quanto de peças mais leves elevará o padrão nacional. Atualmente, o consumo médio nacional é de 14 km/l para gasolina e 9,71 km/l para etanol. A meta-alvo é de 17,26 km/l para o primeiro e 11,96 km/l para o segundo. Para o consumidor final, o carro produzido dentro da meta de incentivo deixará de gastar em média R$ 1150por ano em combustível, equivalente a 3/4 do IPVA pago por um carro médio no país.

Segurança Veicular

A produção de veículos mais seguros é um dos maiores direcionadores de inovações do setor automotivo no mundo. Por esse motivo, a expectativa é que a meta de investimentos em P&D e Tecnologia Industrial incentivem o crescimento principalmente nesta área. Investimentos em pesquisa e desenvolvimento poderiam ser traduzidos na criação ou na introdução de novas tecnologias em potencial, como, por exemplo, o desenvolvimento de sistemas de controle de estabilidade que evitem capotamentos, bem como dispositivos tecnológicos que previnam acidentes com alerta de colisão iminente.

Estímulo à Concorrência

Incentivos são antecedidos por um tempo de adaptação e adequação dos fabricantes para atingir a meta incentivo (2013-2016) e por um tempo de usufruto temporário de 4 anos (2017-2020) para estimular os investimentos tecnológicos necessários e impedir pressões de custos.

Neste cenário, o Inovar Auto estimula a concorrência. Os incentivos tributários do regime estão direcionados para os novos investimentos, assim como para a elevação do padrão tecnológico dos veículos, das peças e dos componentes, otimizando a segurança e a eficiência energética dos veículos.

O serviço também contempla empresas que comercializam e não produzem no país. Dessa forma, é voltado para aumentar a competição, trazendo ganhos sistêmicos de eficiência e aumentando a produtividade dos processos de fabricação, das etapas tecnológicas até a rede de vendas.

Contato

Contato

Contato