Câmara da Indústria 4.0 aprova plano de ação para 2019-2022

A Câmara Brasileira da Indústria 4.0 aprovou, nesta quarta-feira (4), o plano de ação para o período de 2019 a 2022. O objetivo é aumentar a competividade e a produtividade das empresas brasileiras por meio da manufatura avançada. O trabalho é coordenado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pelo Ministério da Economia (ME), em parceria com mais de 30 instituições do governo, da iniciativa privada e da academia.

“Esse plano vai acelerar o processo de capacitação de recursos humanos e disseminar ferramentas para o setor produtivo incorporar tecnologias 4.0. Isso vai impactar no aumento da produtividade das empresas e trazer ganhos para a sociedade”, ressaltou o secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTIC, Paulo Alvim, durante a reunião do Conselho Superior da Câmara que aprovou o plano de ação. Segundo ele, o trabalho é uma construção coletiva dos setores público e privado, com ações concretas em benefício da indústria brasileira.

O plano de ação busca alavancar o uso de conceitos e práticas relacionados à indústria 4.0 no Brasil e, com isso, aumentar a competitividade e produtividade das empresas nacionais. Outros objetivos são melhorar a inserção do país nas cadeias globais de valor e introduzir o uso de tecnologias da manufatura avançada nas pequenas e médias empresas.

Iniciativas

As ações e iniciativas do plano estão divididas em quatro temas: Desenvolvimento Tecnológico e Inovação; Capital Humano; Cadeias Produtivas e Desenvolvimento de Fornecedores; Regulação, Normatização Técnica e Infraestrutura. Para todos esses temas foram previstas formas de financiamento e de fomento para inserir as empresas no ambiente da indústria 4.0.

O plano de ação terá validade para o período de 2019 a 2022, devendo ser avaliado e revisado anualmente. A implementação das ações e iniciativas será de responsabilidade das instituições que atuaram na formulação do plano. A sugestão apresentada durante a reunião do Conselho Superior da Câmara é de que a cada três meses seja feito um monitoramento das ações.

A Câmara Brasileira da Indústria 4.0 foi lançada em abril deste ano pelo MCTIC e ME, com a colaboração de instituições do setor público, produtivo e acadêmico. O conceito de indústria 4.0, também conhecida como manufatura avançada ou quarta revolução industrial, engloba inovações no campo da automação e utiliza tecnologias como a Internet das Coisas e a computação em nuvem. 

Fonte: MCTIC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato