Inovação é o grande fator para processos produtivos ecoeficientes, diz diretor da CNI

O diretor de Educação e Tecnologia da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Rafael Lucchesi, afirma que a inovação será o grande pilar para o desenvolvimento de processos produtivos mais ecoeficientes. Ele avalia que esta agenda transformará a estrutura industrial e será decisiva para a sustentabilidade do planeta. “Há, no processo inovativo, a possibilidade de reversão de danos, de acelerar a recuperação dos danos causados por rotas tecnológicas no passado”, destacou Lucchesi, que acumula a função na CNI com o cargo de diretor-geral do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI).
Rafael Lucchesi foi um dos painelistas do encontro CNI Sustentabilidade, realizado em setembro no Rio de Janeiro, que teve como tema Mudanças Climáticas: desenvolvimento em uma economia global de baixo carbono. Durante o evento, especialistas debateram as perspectivas para Conferência das Partes da ONU sobre Mudanças Climáticas, a COP21, que acontece desde 30 de novembro e terminará no fim desta semana, em Paris, onde representantes de mais de 190 países buscam um acordo global para evitar que a temperatura da terra aumente em mais de 2º C até o fim do século.
Para abordar os assuntos que estão na pauta da COP21, a Agência CNI de Notícias exibe, desde o dia 25 de novembro, uma série de reportagens com trechos de entrevistas gravados com participantes do CNI Sustentabilidade. Nesta oitava matéria sobre o tema, Lucchesi aborda a importância da inovação no ambiente de negócios.
Para ele, a inovação aliada à sustentabilidade é uma tendência mundial nas empresas. “O nível de percepção e consciência da sociedade é crescente do ponto de vista de selo verde e de imagem ecológica das organizações, que perseguem isso por um atributo de marca”, disse.
Fonte: Portal CNI

Deixe uma resposta

WhatsApp Estamos no Whatsapp - 11 99999-5305