Inovação, mesmo antes da Covid-19, sai do centro da prioridade na América Latina

O compromisso das empresas com inovação registrou queda em 2020. Essa é uma das principais conclusões do Most Innovative Companies 2020, relatório anual lançado recentemente pelo Boston Consulting Group (BCG). Em âmbito global, caiu para 66% o percentual de executivos que veem a inovação como uma das três prioridades de negócios – esse índice era de 82% no ano passado. Na América Latina, a queda foi ainda maior. Em 2020, 55% dos executivos veem a inovação como uma prioridade contra 87% em 2019.

Com a participação de mais de 2.500 executivos de mil empresas, a edição de 2020 da pesquisa foi realizada antes do surto de covid-19. Heitor Carrera, Managing Director e Senior Partner do BCG, alerta que a capacidade de inovação em épocas de crise é altamente relevante. “Em cenários desafiadores como esse, os líderes em inovação têm melhores condições de se adaptar a padrões de oferta, demanda, comportamento do consumidor e formas de fazer negócios em um ambiente de rápida mudança.”

A pesquisa também aponta que apenas 45% dos executivos entrevistados são “inovadores comprometidos”, ou seja, de fato apoiam os investimentos em inovação. Os “inovadores céticos” (30% do total) não veem a inovação como uma prioridade estratégica ou como uma categoria relevante para investimentos. Segundo Heitor, os resultados do relatório mostram que os inovadores comprometidos saem na frente.

“Quase 60% dos entrevistados relatam gerar uma proporção crescente de vendas de produtos e serviços lançados nos últimos três anos, em comparação a apenas 30% dos céticos. A maior proporção de inovadores comprometidos está nos setores financeiro e farmacêutico (ambos 56%) – e a menor em bens industriais (37%) e atacado e varejo (32%)”, afirma Carrera.

O relatório também traz um ranking das empresas mais reconhecidas pelo seu compromisso com a inovação: a Apple, terceira colocada em 2019, foi considerada a empresa mais inovadora de 2020. A Alphabet, conglomerado de empresas que foram pertencentes ou são vinculadas ao Google, primeiro lugar no ano passado, caiu para a 2ª colocação este ano. A Amazon ficou na terceira posição, enquanto a Microsoft e Samsung mantiveram o quarto e quinto lugares, respectivamente.

O estudo Most Innovative Companies 2020 pode ser acessado por meio deste link .

Fonte: Convergência Digital

WhatsApp Estamos no Whatsapp - 11 99999-5305