Ministro defende projetos para acelerar investimentos no pós-pandemia

Em reunião virtual da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), nesta sexta-feira (29), o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, defendeu projetos para acelerar investimentos em ciência, tecnologia e inovação quando a pandemia do coronavírus passar. O evento promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) contou com a participação de deputados e senadores da Frente Parlamentar Mista de Ciência, Tecnologia, Inovações, pesquisadores e empresários.

Em sua participação, o ministro detalhou as frentes de atuação do MCTIC e entidades vinculadas no combate à Covid-19 e reforçou o papel mundial da ciência na solução da crise. O ministério apoia iniciativas para tornar a Lei do Bem mais acessível e segura e mudanças na liberação do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT).

“Houve um trabalho no ministério para que a Lei do Bem tenha uma versão mais fácil de entender e que dê mais segurança jurídica. Nós apoiamos um projeto de lei do senador Izalci Lucas, sempre em diálogo com outros parlamentares e o Ministério da Economia. O FNDCT é outro que tem importância e deve ser usado para seu devido fim. A liberação é algo que buscamos, conversando com a Presidência da República e o Congresso. Com foco, prioridades e recursos podemos mudar o país com a ciência, tecnologia, inovações e comunicações”, explicou.

A Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) é um movimento que atua desde 2008 e reúne líderes empresariais, associações industriais e federações estaduais da indústria com o objetivo de estimular a competitividade brasileira a partir do incentivo à inovação. Por meio da interlocução entre a iniciativa privada, academia e o setor público, o grupo trabalha para ampliar a efetividade das políticas de apoio à inovação.

Fonte: MCTIC

WhatsApp chat