SENAI apresenta em Joinville o programa Rota 2030, de apoio à inovação no setor automotivo

O SENAI/SC, entidade da FIESC, apresentou nesta segunda-feira (3/02) em Joinville a chamada Rota 2030 do Edital de Inovação para a Indústria, que seleciona projetos de inovação voltados ao setor automotivo. A chamada foi aberta em âmbito nacional também nesta segunda. As inscrições estão abertas na plataforma do Edital de Inovação para Indústria. Os projetos devem ter custo de R$ 2 milhões a R$ 8 milhões e podem abordar temas relevantes no eixo de produtividade para a indústria automotiva. O Edital de Inovação vai financiar 59,5% do valor total e o consórcio de empresas deve custear o restante, sendo que 20,5% serão recursos financeiros e 20%, econômicos.

O edital é financiado pelo programa Rota 2030 do governo federal, que estabeleceu uma tarifa de 2% sobre importações para o setor, como forma de alavancar tecnologicamente a indústria automotiva brasileira. No total, são R$ 26,4 milhões disponíveis para os projetos em Santa Catarina.

Luis Gonzaga Trabasso, pesquisador-chefe do Instituto de Inovação SENAI de Joinville, disse que o objetivo é ampliar, de forma progressiva, a inserção global da indústria automotiva brasileira, diminuindo a dependência de produtos importados. “No Brasil há falta de projetos, o programa Rota 2030 é uma ótima oportunidade para a indústria. A missão do SENAI é participar com pesquisa e o desenvolvimento das empresas. O Edital pode ser o começo de uma parceria perene dos Institutos com as empresas”, ressaltou.

Os projetos poderão ser executados de três formas. No modelo intitulado Aliança Industrial, as iniciativas envolvem parcerias entre empresas para projetos em mobilidade elétrica e em logística. Estas mesmas linhas são o foco do modelo Empreendedorismo Industrial, que prevê cooperação entre montadoras e startups e micro, pequenas ou médias empresas. A terceira forma leva o nome de Hands-On Aprendendo Fazendo e prevê projetos de montadoras no âmbito de lean manufacturing (manufatura enxuta) e digitalização.

Os projetos a serem apresentados devem contemplar a participação de pelo menos um instituto SENAI de Inovação no seu desenvolvimento. Em Santa Catarina são três: de Sistemas de Manufatura e de Tecnologia a Laser (localizados em Joinville) e de Sistemas Embarcados (em Florianópolis). No Brasil, são 26 Institutos SENAI de Inovação.

O SENAI é uma das cinco instituições coordenadoras do programa Rota 2030, ao lado do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) e Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep). (Revista Business).

Fonte: Dana

 

 

WhatsApp Estamos no Whatsapp - 11 99999-5305