Unidades EMBRAPII vão desenvolver dez novas tecnologias contra a Covid-19

O combate ao coronavírus no Brasil recebeu reforço nesta segunda-feira (27). O Edital de Inovação divulgou dez novos projetos de PD&I voltados para o enfrentamento da pandemia no país. São inovações que abrangem as mais diversas áreas tecnológicas, como Inteligência Artificial, Biotecnologia e desenvolvimento de Ligas e Materiais avançados. Os projetos somam R$ 4,5 milhões em investimentos e devem ser finalizados em 40 dias. Todos serão realizados por Institutos Senai de Inovação que compõem a rede de Unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII).

Esta é terceira seleção do Edital, realizado em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Ao todo, foram investidos R$ 24,5 milhões em 25 projetos de inovação.

Entre os aprovados, está o projeto da empresa Opto, que consiste no desenvolvimento de uma plataforma de software de visão computacional e inteligência artificial para a detecção à distância de pessoas febris. O sistema vai utilizar câmeras termais para identificar pessoas com febre e enviar um alerta para que ela seja encaminhada aos serviços de saúde. A ideia é que a plataforma monitore ambientes industriais e comerciais, permitindo uma retomada segura das atividades produtivas no país e maior controle da covid-19. O projeto será implementado em parceria com a Unidade EMBRAPII ISI em Sistemas Embarcados, localizado em Santa Catarina.

A empresa Novus foi outra selecionada com um projeto que busca reduzir a contaminação de profissionais de saúde durante a triagem de pacientes em centros de saúde. Será desenvolvido sistema com uso de câmeras e sensores de temperatura, frequência cardíaca, percentual de oxigênio no sangue, frequência respiratória e pressão arterial. A ideia também é que os dados obtidos na triagem alimentem bases de dados de hospitais com o perfil de pacientes e a classificação de risco, por meio de algoritmos de inteligência artificial, para ajudar na gestão das unidades. O projeto será conduzido pela Unidade EMBRAPII ISI Metalmecânica.

Outra solução escolhida foi o desenvolvimento de um revestimento antiviral de fácil aplicação, por meio de spray, baseado em nanopartículas de prata. O revestimento poderá ser aplicado em superfícies como maçanetas de portas, puxadores de armários, mesas e bancadas, balcões de atendimento, corrimões de escadas e corredores, entre outros. O projeto foi apresentado pela TNS Nanotecnologia e pela Paumar (WEG Tintas) e será realizado em parceria com a Unidade EMBRAPII ISI Eletroquímica, em Curitiba.

Confira todos os selecionados:

ProjetoEmpresa proponente
Redução de contaminação cruzada em CTI: dispositivo (plug & play) com filtro biológico para instalação na linha de saída dos respiradoresOliverri Fabricacao de Embalagens e Produtos Ortopédicos
Biosanitizante líquido para superfícies em geralSoleá do Brasil
Biomoléculas com ação anti viralS Cosméticos do Bem
Formulação para fabricação de solução alcoólica antisséptica com tanino, como agente de desinfecção para uso em higienização de larga escala e como EPTanac
Composição polimérica para fabricação de diafragma para ventiladores pulmonares mecânicosVentlogos
Plataforma de software de Visão Computacional e Inteligência Artificial para a detecção de pessoas febris em aglomeraçõesOPTO
Plataforma de hardware, orientada para a Identificação e o rastreamento sem contato de pessoas hipertérmicas, em ambientes comunitáriosPonfac
Triagem Remota InteligenteNovus
Revestimento antiviral nanoestruturado em spray contendo nanopartículas de prata capaz de combater e inativar o COVID-19TNS Nanotecnologia
Escudo antisséptico em spray nanoencapsuladoIpel Itibanyl

Iniciativas EMBRAPII contra o Coronavírus

A EMBRAPII é uma Organização Social com Contrato de Gestão com os Ministérios de Ciência, Tecnologia, Inovações e Telecomunicações; Educação e também Saúde. A instituição adotou uma série de medidas que irão contribuir para o desenvolvimento de projetos emergenciais como este com o objetivo de viabilizar soluções que unam a pesquisa ao setor empresarial. Tudo de forma rápida, flexível e sem burocracia. Veja algumas ações:

•        R$ 6 milhões destinados a PD&I desenvolvidas por startups e pequenas empresas. Desse total, R$ 2 milhões vieram da parceria com o SEBRAE. As tecnologias podem incluir softwares, sistemas inteligentes, hardware, peças, equipamentos médicos, entre outros;

•        O modelo tradicional da instituição, que arca com até 1/3 do valor dos projetos com recursos não reembolsáveis, foi flexibilizado. Para atender a esta demanda emergencial, o estímulo será maior e avaliado de acordo com a necessidade de cada proposta.

Fonte: EMBRAPII

WhatsApp Estamos no Whatsapp - 11 99999-5305